Não só da caça vive o Outono

01Set16

alpabfahrtÉ Setembro e a época das folhas secas começa a chegar. O verde passa a laranja. O amarelo a castanho. Outono signfica cores diferentes, mas não só.Nas ruas, ainda vimos em pequenos grupos, jovens com um chapéu verde com uma pena clara. Vieram do campo. É tempo de caça e nota-se algumas diferenças nas ementas e mercados suíços. Há espaço para a couve roxa, para o spätzle, cogumelos selvagens, castanhas e até mesmo de abóboras. Em cima da mesa há carne de veado, javali, lebre, galinha selvagem para degustar e saborear, acompanhado com uma bela garrafa de vinho de Syrah. À sobremesa não podemos perder uma bela taça de vermicelles, que deixa os fãs de castanha, encantados.

Ao café podemos provar o creme de cassis que é um licor feito a partir de groselhas, que cai sempre bem ao final da refeição.

Na Suíça, é altura também de eventos tradicionais e não só.

INTERLAKEN, 12SEP15 - Imposante Bergkulisse: Impression vom alpinen Streckenteil des 23. Jungfrau Marathon mit  Eiger, Moench und Jungfrau am 12. September 2015. Impression of the 23rd Jungfrau Marathon in Interlaken, Switzerland, on Saturday, September12, 2015.  swiss-image.ch/Photo Michael Buholzer

De 9 a 10 de Setembro na zona de Berner Oberland, por exemplo, é um fim-de-semana de desporto. A Jungfrau Maratona é a mais bonita do mundo- apresenta um cenário fantástico de montanhas e uma excelente mudança de vista entre o ponto de partida e a meta. Sandra Gasser, a secretária do evento revela algumas curiosidades. “A diferença de altitude de 1829 metros é um desafio para todos. Não há nenhuma maratona na Europa, com as grandes dimensões que esta tem. Eiger, Mönch e Jungfrau são das mais famosas montanhas dos Alpes e são o cenário desta corrida.A maratona começa em Interlaken a 566 metros a cima do mar e termina em Kleine Scheidegg a 2100 metros. É necessário estar em forma e a resistência é fundamental”, explica. É um percurso cheio de vida e natureza. Passa-se por Wilderswil, Zweilutschinen, Lauterbrunnen e Wengen. Sobe-se bastante e a altitude não pára de aumentar. Durante o percurso há pontos onde há pequenos snacks, água e não só. As montanhas estão sempre a apoiar. O Eiger dá muito incentivo, o Mönch hidrata a vista e o Jungfrau aplaude cada passo. Stef van Megan correu a primeira maratona em 2000. Este ano irá completar a sua 10. É uma prova dura mas muito gratifante. ” É preciso estar-se preparado e treinar bastante. Mas não apenas o treino normal para uma corrida. Temos de treinar mais, porque usamos muitos músculos diferentes. Basicamente é uma corrida em modo hiking”, refere. Mas vai mais longe. ” Se não tiver treino, não experimente. A segunda parte, de Lauterbrunnen para cima, todos estamos aptos a fazer. Mas depois os 26 km é totalmente diferente. Pode-se ter graves problemas sem estarmos treinados,” desabafa.

Mountain Festival (2)Festival de Montanha NorthFace

Desconectar do quotidiano e deixar a rotina para trás é o desafio do Festival North Face em Lauterbrunnen. O cenário natural, ao ar livre, com montanhas a cobrir as 24 horas são tudo factores que preenchem esta aventura. De 16 a 18 de Setembro em Lauterbrunnen há tempo e espaço para todas as adrenalinas. Desde caminhar pelas montanhas, escalar, ou até mesmo aprender a culinária gourmet em volta da fogueira ao pôr-do-sol, as experiências não vão faltar.

O responsável pelo marketing do festival, Anders Ollgaard desvenda alguns dos desafios. “O festival é projetacdo para deixar os atletas com todas as habilidades e conhecimentos necessários para se tornar a aventureiro ávido, com guias especializados de montanha oferecendo oficinas ‘basecamp’ e palestras incluindo histórias inspiradoras de exploração, cinema ao ar livre épico, fotografia de aventura e um pack de expedição.” Mas acrescenta: “Para os mais audaciosos há a oportunidade de experimentar parapente ou rafting, e até mesmo tentar chegar ao cume do Eiger ao lado de um dos atletas. Isto realmente vai ser uma aventura para recordar.”

Ao cair da noite, os festivaleiros serão capaz de comer e dançar sob as estrelas com um pouco de música imperdível ao vivo. Como todos os bons festivais, há a chance de entrar completamente no modo ‘zen’ e recuperar forças no spa in-floresta, oferecendo uma gama de actividades de relaxamento. Este evento vai deixar todos os músculos cansados, os espíritos iluminados e o coração vai chegar bem cheio a casa.

Mais informações: http://www.thenorthface.nl

Alpabfahrt St. Sephan

No segundo sábado de Setembro é dia da descida tradicional alpina em St. Stephan, mais conhecida por ‘Alpabfahrt’. A organização do turismo convida a assistir à 32 edição no dia 10. É um dos eventos mais antigos de toda a Suíça. Monika Hänni gestora de eventos do turismo de St. Sephan Semmental explica um pouco sobre o este evento. “No sábado, 10 setembro, 2016, o vacas dos vários habitantes em Dürrenwald são decoradas com flores e acessórios. São esperadas no recinto e aguarda-as um imenso número de espectadores que chegam de longe e de perto. Há mesmo quem venha dos USA e do Canadá. Costumamos ter cerca de 1000 visitantes neste dia. Este cortejo animado e recheado de cores é a melhor forma que os residentes da zona encontram de encerrar o Verão nos alpes.” Na rua há pequenas barracas para todos os gostos. Há quem venda produtos locais, peças de artesanato e há espaço para a produção de queijos. O espaço para a gastronomia está reservado e há várias iguarias a experimentar.

DSC03508 (2)Chästeilet Justital

Como todos os anos, no dia 16 realiza-se o famoso Chästeilet Justital. O queijo de vários Alpes, que todo o Verão ,que os agricultores possuem é dividido neste dia tradicionalmente entre os camponeses. A divisão começa cerca de 11h00m. Após este processo, o queijo é provado, bebe-se vinho e o convivío entre todos é de destacar. Os sons do acordeão suíço ouve-se por todo o lado. Também há ainda uma grande tenda que está montada e que o convida a relaxar. Depois do almoço, cerca das 14h00 é hora da ‘alpabzug’ onde muitos visitantes aparecem para cumprimentar os trabalhadores que estiveram nas montanhas, o verão todo. O desfile das vacas toma a direcção de Sigriswil e todos acompanham. O ponto de chegada está cheio de boa disposição e muitos visitantes curiosos. É um dia diferente com uma saudação ao Outono.

O aroma das tipícas salsichas no grelhador e o cheiro dos petiscos de queijo estão por todo o lado. Cerveja e vinho não falta. E quando os familiares e amigos que estiveram os quatro meses de Verão a trabalhar nos Alpes chegam à vila é hora de brindar ao seu regresso e à chegada do Outono.

In Seletiva, Setembro 2016

 



No Responses Yet to “Não só da caça vive o Outono”

  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: