Chocolate à moda do Porto

18Dez10


Natal rima com chocolate, toda a gente sabe. E Susana Cruto sabe onde estão os melhores e mais doces lojas da Invicta. Mas não guarda segredo: Bonitos, Arcádia e Equador têm delícias para todos os gostos. Paulo Pimenta fotografou.

Nas ruas, as luzes coloridas não deixam dúvidas que o natal chegou. Com ele trouxe cheiros e sabores peculiares… Encontrado na forma pastosa, sólida e de bebida doce ou amarga, feito a partir da amêndoa torrada do cacau, assim é o chocolate. Todo o ano é consumido, mas é nesta altura que mais é oferecido.

No norte do país, o frio aperta mas há chocolates artesanais para descobrir, provar e oferecer. Fomos encontrar nas ruas da cidade invicta, três casas de sonho cobertas de chocolate que sugerem as melhores ideias, para os presentes mais saborosos deste Natal. Casas que escondem histórias para revelar.

Perdemo-nos pela Avenida da Boavista. O sol já se pôs e o dia já escureceu. Caminhamos por entre as árvores e pisamos a calçada. Ao fundo da rua Afonso Lopes Vieira, as luzes coloridas fazem-se notar numa casa de bonecas ou melhor de doces, que nos fazem crescer água na boca. Olhamos em redor e ninguém está à espreita. Damos uma dentada e entramos no mundo do cacau da bombonaria Bonitos.

Do lado de fora, as vitrinas já estão decoradas para o natal. Mas os bombons sortidos todos organizados e bem enfeitados destacam-se na perfeição. A mistura de cheiros paira no ar. O espanta espíritos dá conta da nossa presença e deixa a porta encostar lentamente.

Por meros momentos, recordamos o conto de Hansel e Gretel. Mas ao entrarmos, a casa não está vazia. No meio de vários doces, de braços abertos para nos receber, o sorriso doce de Isabel Bonito acena-nos com uma chama de boas vindas.

Começou na cidade do Porto, com uma família ligada às guloseimas desde há gerações e já tem mais de 30 anos. O conceito Bonito mantém esta “tradição doce”ao longo dos anos com grande paixão por tudo o que possa ser uma doce surpresa para os clientes. Aqui tudo é artesanal.
Nos últimos anos focalizou o seu negócio nos chocolates, de fabrico próprio e familiar, com uma variedade de bombons lisos e também de recheio, que poderão ser de frutos secos ou frescos, disponibilizando ainda alguns mimos sem açúcar.

Ao lado do balcão brilham bolachas, bolos, compotas. Todo o ano há produtos que se aliam aos de fabrico próprio: mel, compotas e doces, bolachas, marmelada e chás.
Está a chegar uma cliente e há trabalho para fazer. Uma encomenda de sortidos artesanais. Isabel retira de baixo do balcão, uma caixa verde docemente simples. Uma ternura de embalagem. Isabel preenche a caixa de uma forma tão bela e fácil de admirar. É como se estivesse a construir um puzzle, mas cheio de brilho. Os olhos da hospedeira da Bonitos deslumbram durante toda a visita. A disposição fantástica e a hospitalidade deixa-nos completamente confiantes e bem-dispostos, quando saímos para a rua abraçando a estrada cinzenta.

E se pensa que a sua profissão, nada pode ligar-se ao chocolate, engana-se. Na casa de sonhos, junto ao Foco, há chaves-de-fenda, pincéis para a barba, tesouras e até mesmo estetoscópios em chocolate.

Os clientes já são muitos e diversificados, mas todos gostam de desabafar na doce casa perto do Foco. “São pessoas simpáticas que entram aqui, muitas vezes até aliviam coisas da vida delas, pessoas de quem eu nem sequer sei o nome. Às vezes até parece uma consulta de psicologia. Porque as pessoas chegam aqui, comem um chocolate, conversam um bocadinho. É um local para descontrair. Acho piada, porque acabam por ver aqui, um local de paz, que é muito importante”, conta a gesticular.


Com o cachecol escuro, o sobretudo e as chaves do carro na mão, mas muito atarefada Inês Barbosa entrou há mais de dois anos na loja Bonitos e nunca mais se esqueceu. É professora de filosofia, mas não está colocada. Uma cliente assídua na casa dos doces bonitos. “Os chocolates são fantásticos. Eu gosto de todos, mas gosto mais com recheio de frutas. E estou com a ideia de oferecer no Natal, uns com recheio de caramelo. Uma pessoa entra aqui e parece que está numa loja de brinquedos. Venho sempre todas as semanas. Só quando me obrigarem a emagrecer é que vou parar”, confessa entre risos.

Noz, amêndoa, avelã, coco, café, mentol, a colecção de sabores não tem fim. Os bombons são feitos um a um e parecem peças de joalharia autênticas.

Nada é esquecido na bombonaria Bonitos. Nem mesmo a apresentação. “ As caixas de embrulho são feitas com muito amor e carinho, caprichadas. Uns laços, umas fitas. As caixas decoradas não são feitas em grandes quantidades, mas com grande qualidade. Preferimos não crescer tanto e ter um espírito sempre de qualidade e de apresentação”, esclarece Isabel.

Flores, cones, chapéus, corações, bolinhas ou quadrados. Há chocolates de todas as formas e enfeitados com várias cores. Separam-se por taças de cristais, mas estão de mão dada, na mesa de perdições. Há chocolates para todos os gostos. As pratas a enrolar os diferentes tipos de chocolate deslumbram os nossos olhos. Basta dizer para quem é o presente e Isabel apresenta-lhe de seguida um leque de sugestões saborosas.

“Para o Natal nós costumamos fazer também os de chila com amêndoa que são óptimos. É uma bolinha de chila, depois com amêndoa tostada por cima, coberta com chocolate amargo para corta o doce de chila. São relativamente novidade.” E acrescenta com água na boca: “Temos também as trufas de whisky velho. Que são assim um pedaço de nuvem. Quando se mete à boca, desfaz-se. Lá está, o whisky também faz toda a diferença. Tem uma textura que é uma nuvem autêntica. É fabuloso. E são boas feitas e comidas na hora, quentinhas.”

Aqui há sabores para desfrutar. E antes de abrir a porta para sair, Isabel deixa o apelo: “ eu convido as pessoas a virem cá experimentar, porque eu acho que é mesmo uma diversidade tão grande… e a pessoa põe na boca e se fechar os olhos, quase que se consegue imaginar na infância a comer um bombom de canela, que é parecido com as rabanadas do tempo dos avós.”

A fábrica de chocolate

Depois de se ver em retrato animado com o Johnny Deep a fazer de protagonista, chegou a hora de Margarida Bastos ser a personagem principal da fábrica de chocolate do Porto. A fábrica de chocolate agora na realidade.

Quem se perde nas transversais da Avenida dos aliados, está longe de pensar que por ali perto há uma fábrica de chocolate. Na rua do Almada, o Willy Wonca mora no número 63. A entrada não deixa qualquer dúvida de que estamos num mundo meloso. ‘Arca doce’ é o recado que por cima da porta de entrada, nos brinda já com água na boca. Um espaço pequeno, acolhedor mas literalmente profundo. Com várias secções de trabalho artesanal, emana um cheiro profundo a cacau. Famosa pelos seus deliciosos bombons e línguas de gato de chocolate, esta antiga fábrica de confeitaria pertence à família Bastos desde 1933. Sempre se dedicou ao fabrico de produtos tradicionais de qualidade.

Margarida Bastos gere esta linha de montagem do chocolate e não se cansa de enumerar as variedades que oferece a quem por ali passa. “Nós temos o chocolate tradicional, fabricamos bombons e línguas de gato de chocolate negro e de leite, que é um chocolate com cerca de 51% de cacau, chocolate de leite e chocolate branco. Temos também o chocolate sem açúcar, realça.
Em relação a bombons, há o sortido tradicional. “Temos produtos mais recentes que são os sabores Arcádia. São bombons com recheio, uma espécie de ganache com aromas: morango, tangerina, limão, menta, etc. Temos as origens Arcádia. São fabricadas a partir de um chocolate de uma só origem, por exemplo só de Madagáscar ou Tanzânia. Há também a tablete Arcádia que tem flocos de cereais dentro do chocolate. E lançámos recentemente os bombons com Vinho do Porto, que são deliciosos”, refere Margarida olhando para os diferentes tipo de chocolate que estão na bancada de uma das secções da fábrica.
O chocolate aquece e escorre. Há moldes por encher e desenhos para criar. As gavetas castanhas estão assinaladas com o nome de cada chocolate. Vê-se escrito margaridas pequenas ou línguas de gato pretas. O cheiro destaca-se bem e a água na boca não pára de crescer.
Situada no coração do Porto, a Arcádia orgulha-se por ser uma marca portuguesa que glorifica a tradição do fabrico artesanal de produtos de qualidade.
Os chocolates da arcádia podem ser encontrados ainda nos centros comerciais Norteshopping, Dolce Vita Porto e Tejo , Gaia Shopping, Mar Shopping , Cidade do Porto e na Avenida da Boavista, no Porto.
Quando tropeçar nesta rua, entre na chocolataria Arcádia, desfrute de chocolates artesanais e peça para visitar a fábrica.
“O chocolate com vinho do porto. É uma oferta que penso que muita gente ainda não conhece. É um chocolate diferente e acho que vale a pena provar. Temos as embalagens com fotografias da cidade do Porto e das caves da Calem”, aconselha Margarida.
Macarrone de chocolate
A Rua Sá de bandeira é longa para tantas lojas históricas. Cada uma tem o seu espaço e os seus segredos. No número 647 a chocolataria Equador esconde uma história de encantar e miminhos especiais.
Equador é a região do globo onde existe os maiores produtores de cacau e por isso Celestino Fonseca deu o nome ao seu projecto de design e agora de chocolataria.
Na montra, uma estação de comboio com duas carruagens cobertas de neve deixa-nos curiosos. Um rapaz e uma rapariga separados pela linha férrea. Um reencontro ou uma despedida. Deixa-nos na expectativa.

Damos um passo em frente. Entramos num lar rústico, acolhedor e tentador. De um lado, uma peça em madeira restaurada, acolhe tabletes de chocolates embaladas com cores e diferentes padrões. O grafismo leva-nos à época colonial, quando Portugal era um dos maiores exportadores de cacau do mundo.
Chocolates com qualidade ímpar. Doces que se casam por temas e contam, uma história que começa assim: «Na Cozinha da Casa da Joaninha” há uma quinta e uma janela para o campo. Pretexto para desfilar, desde a cozinha, às tabletes de chocolate com recheios de fruta: mirtilo, framboesa, maracujá. Próximo à quinta há o “Castelo do Laranjal”. No jardim há maracujás. Com eles as trufas saem deliciosas e são arrumadas em caixinhas douradas de seis a 30 unidades.»
Tudo com um contexto, como acentua Celestino Fonseca: “a Chocolataria Equador trata de associar os produtos a uma história, com objectos, cenários e personagens.”

Há muito chocolate por escolher e Celestino recomenda para este natal: “Macarrone é um produto de origem francesa, que nós estamos a introduzir no Porto. Mas é de confecção nacional. Tem duas camadas de amêndoa e depois tem os recheios de sabores: café, baunilha, menta, chocolate etc. E depois há os semi-frios que são sobremesas especiais. Para além da receita, tem várias texturas. É feito por camadas. Tem a parte visual da decoração e depois nós desenvolvemos uma caixa especial de embalagem. É um miminho especial.” Leva o chocolate e um postal bem ilustrado para recordar com belas imagens a chocolataria da Sá da bandeira e Celestino convida a conhecer a história dos protagonistas da Equador: Álvaro e Joaninha.

CONTACTOS:
Arcádia:
Rua do Almada, 63. 4050-036 Porto
Telefone: 222 001 518
Fax: 222 001 519
E-mail: geral@arcadia.pt
Site: http://www.arcadia.pt

Bombonaria Bonitos:
R. Afonso Lopes Vieira, 150. 4100-020 Porto
Telefone: 226094568
Email: geral@bbonitos.com
Site: http://www.bbonitos.com

Chocolataria Equador:
Rua Sá da Bandeira nº637. Porto
E-mail: geral@chocolatariaequador.com.
Site: http://www.chocolatariaequador.com

In jornal Público, 18 de Dezembro de 2010
http://static.publico.pt/publicanatal/chocolate.html#

Anúncios


One Response to “Chocolate à moda do Porto”

  1. Hi there, just became alert to your blog through Google, and found that it is truly informative.
    I am going to watch out for brussels. I will be grateful if
    you continue this in future. Lots of people
    will be benefited from your writing. Cheers!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: